Sexta, 27 de Maio de 2022
24°

Poucas nuvens

São Bernardo do Campo - SP

Cultura A poetisa

ISSO NÃO É ARTE!!!!!

16/04/2022 às 17h46
Por: Redação
Compartilhe:
ISSO NÃO É ARTE!!!!!

Professora Renata Saggioro Silva

Isso é arte para você? Alguns diriam que não, que é horrível, feio, ou difícil de entender. Outros poderiam dizer que são desenhos aleatórios, talvez algo feito por uma criança. Mas essa é uma das famosas obras do reconhecido e fundamental pintor, gravador, escultor e ceramista espanhol Joan Miró: “A poetisa”, feito em 1940. Uma obra caríssima e respeitada mundo afora, assim como todas as outras dele.

Por que será que no Brasil reconhecer o valor da arte é tão difícil? Por que será que a maior parte das pessoas só reconhece como bela a arte tradicional?  Isso ocorre inclusive com pessoas estudadas e “instruídas”. Exemplo desse fato é o ex-prefeito de São Paulo, que em dado momento mandou pintar o maior mural de grafite a céu aberto da América Latina, jogando tinta cinza por cima,

desvalorizando o trabalho de artistas brasileiros.

Há casos de pessoas que arremessam ovos em artistas de rua, ou de policiais que batem em  músicos que se apresentam a céu aberto, o que nos faz lembrar do conto “A cigarra e a formiga”, quando a cigarra cantava para animar as formigas enquanto trabalhavam. Ela trabalhava também, mas cantando, e no conto é alvo de “desprezo”.  Não podia ser acolhida, ser valorizada e paga pelos seus serviços? Afinal, ela estudou, ensaiou pra se apresentar, ficou horas, dias, se esforçando para agradar, aliviar o trabalho de outros.

A arte vem para nos TOCAR de alguma forma, vem para indignar, fazer rir ou chorar, nos deixar aflitos ou curiosos, movimentar nossos impulsos, sentidos e sentimentos. Ninguém precisa gostar da arte: cada um pode achar feio, bonito, interessante ou não, o importante é conhecer, apreciar a manifestação. Arte não é só música ou pintura tradicional. Pode ser dança, escultura, música, teatro, fotografia, gravura, grafite, desenho, poesia e tantas outras formas de expressão. Entretanto, o espectador deve estar atento à evolução histórica da arte e saber que desde o fim da Segunda Guerra Mundial, muitas vezes ela se propõe a cutucar e ofender e muitas vezes chocar, como uma maneira de nos fazer refletir, evoluir.

Arte é manifestação de uma pessoa, de um grupo ou de um povo.  

O ballet (dança clássica, vinda da Europa) é arte, mas o funk, a dança de rua, a capoeira, o jongo, as danças dos indígenas também são.  O ballet foi uma criação dos monarcas franceses, já o funk, dos moradores das favelas. O jongo e a capoeira – esta última proibida no Brasil por alguns anos - foi uma manifestação dos negros escravos brasileiros. Historicamente tivemos vários governantes que proibiram, rechaçaram e condenaram essas obras de arte.

 

O quadro da “Monalisa” – do pintor italiano Leonardo da Vinci e a escultura “O pensador” do francês Auguste Rodin são formas tão legítimas de expressão quanto a cerâmica indígena, os grafites ou o RAP, que por sinal significa “rima e poesia” – observe quanta sensibilidade na escolha da sigla, do nome!

O que pode pesar a favor da aceitação ou não de uma dada forma de expressão é, provavelmente, sua procedência, pois algumas vêm da elite e outras da população de baixa renda. Essas últimas muitas vezes, criticam a falta de humanidade das classes superiores, manifestam indignação e clamam pela defesa de direitos humanos, por isso são vistas como “não arte”.

No início de fevereiro deste ano comemoramos 100 anos da “Semana de arte moderna de 1922”. Tempos difíceis aqueles, nos quais artistas brasileiros se reuniram para mostrar  que o Brasil também produzia arte e era possível quebrar padrões. Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Oswald de Andrade juntamente com tantos outros, trouxeram pinturas, esculturas e poemas, que “fugiam” de estruturas tradicionais e apresentavam à elite novas formas de expressão. O teatro que fora construído para apreciação de óperas apresentou à época, obras desses artistas “fora do comum”. Era como se um rapper ou capoeirista entrasse fazendo sua arte, numa mansão. Imagine o susto dos conservadores!

 

A rejeição da população foi grande, abalou as estruturas da elite, e era justamente essa a intenção da semana: mostrar que a arte brasileira tem seu valor, seu lugar, seu espaço, que não precisamos apenas apreciar as obras de outros países, que podemos conhecer, experimentar vários tipos de estética e valorizar todos. Devemos lutar pelo ensino de arte nas escolas, pela arte das ruas, pela valorização da cultura de nosso povo.

Deixo aqui as sábias palavras de Zélia Duncan para quem ainda não se convenceu de que a arte é tão importante quanto a matemática, as línguas, a geografia ou história.

 

"Vida em Branco"

 

Você não precisa de artistas?

Então me devolve os momentos bons.

Os versos roubados de nós.

As cores do seu caminho.

Arranca o rádio do seu carro, destrói a caixa de som.

Joga fora os instrumentos e todos aqueles quadros, deixa as paredes em branco, assim como a sua cabeça.

Seu cérebro cimento, silêncio, cheio de ódio.

Armas para dormir, nenhuma canção de ninar, e suas crianças em guarda, esperando a hora incerta para mandar ou receber rajadas.

 

Você não precisa de artistas?

Então fecha os olhos, mora no breu.

Esquece o que a arte te deu, finge que não te deu nada.

Nenhum som, nenhuma cor, nenhuma flor na sua blusa.

Nem Van Gogh, nem Tom Jobim, nem Gonzaga, nem Diadorim.

Você vai rimar com números.

Vai dormir com raiva, e acordar sem sonhos, sem nada.

E esse vazio no seu peito não tem refrão para dar jeito, não tem balé para bailar.

 

Você não precisa de artistas?

Então nos perca de vista. Nos deixe de fora desse seu mundo perverso, sem graça, sem alma. Bom dia para quem tem alma!"

 

Zélia Duncan

QUER SABER MAIS?

Biografia Joan Miró. Disponível em https://www.ebiografia.com/joan_miro/#:~:text=Joan%20Mir%C3%B3%20(1893%2D1983),mais%20destacados%20representantes%20do%20Surrealismo. Acesso em 22 fev 2022

Doria apaga grafites em avenida e cria polêmica em SP. Disponível em https://oglobo.globo.com/politica/doria-apaga-grafites-em-avenida-cria-polemica-em-sp-20815081  Acesso em 22 fev 2022

Músico que levou ovada na rua dá a volta por cima e ganha bolsa de estudos. Disponível em https://recordtv.r7.com/balanco-geral/videos/musico-que-levou-ovada-na-rua-da-a-volta-por-cima-e-ganha-bolsa-de-estudos-12102021 Acesso em 22 fev 2022

AIDAR, Laura. Semana de Arte Moderna. Disponível em  https://www.todamateria.com.br/semana-de-arte-moderna/ Acesso em 22 fev 2022

Jongo da Serrinha - Rumos Música (2008) https://www.youtube.com/watch?v=jpRhX7uHILQ Acesso em 22 fev 2022

Vida em Branco – Zélia Duncan. Disponível em https://www.pensador.com/frase/MjcwNjYzMA/  Acesso em 22 fev 2022

Vídeo: VIDA EM BRANCO - VOCÊ NÃO PRECISA DE ARTISTAS?!  Zélia Duncan - #ZoioNoZoio: Poesia #1 https://www.youtube.com/watch?v=IjV-99mZ8eM Acesso em 22 fev 2022IMAGENS

Imagem 1: “A poetisa” de Joan Miró. Disponível em https://pt.artsdot.com/@@/8XYBWG-Joan-Miro-A-Poetisa

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Professora Renata Saggioro Silva
Professora Renata Saggioro Silva
Sobre Pedagoga, Professora de Educação Básica desde 1996 (Diadema e SBC), Coordenadora Pedagógica (Prefeitura de Diadema), Dançarina profissional e professora de Danças Brasileiras e Ciganas, Pós-Graduada pela USP em “Combate à Violência doméstica contra crianças e adolescentes”, pela PUC em “Teatro e Psicodrama”, pela FMU em “Dança na escola e Danças Brasileiras”, pela IEGABC em “Arte Educação e Psicopedagogia”. Ministrante de alguns cursos e palestras sobre arte-educação.
São Bernardo do Campo - SP Atualizado às 14h47 - Fonte: ClimaTempo
24°
Poucas nuvens

Mín. 13° Máx. 24°

Sáb 25°C 13°C
Dom 26°C 14°C
Seg 23°C 16°C
Ter 19°C 15°C
Qua 22°C 15°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Anúncio