Sexta, 27 de Maio de 2022
24°

Poucas nuvens

São Bernardo do Campo - SP

Colunistas Ser Feliz

Ser feliz te constrange?

13/04/2022 às 01h34 Atualizada em 13/04/2022 às 14h04
Por: Redação
Compartilhe:
Ser feliz te constrange?

Clique e  Ouça o áudio deste texto na voz de Bárbara Soares

 

A caminho do trabalho, depois de ter tomado um café preparado por alguém que me ama e entrado no carro que me orgulho em dirigir, indo ao local de trabalho que batalhei para estar, morando na cidade em que sempre quis morar e, tendo a aparência e a personalidade que me orgulho em ter, me lembrei da família que tenho e me senti feliz por tê-los vivos e ao meu redor sempre. Me lembrei ainda das minhas conexões espirituais e o quanto me sinto especial para Deus... Ainda assim... com tudo isto...Me senti constrangida em sozinha ali no carro, no trânsito, abrir um largo sorriso e admitir que tenho tudo para ser feliz. 

Eu me senti constrangida em ser feliz.

Você já se flagrou sentindo isto?

Sei que, muitas vezes, afirmamos que seremos felizes quando adquirirmos isto ou aquilo, quando conhecermos fulano ou cicrano e que iremos radiar felicidade quando vivermos dessa ou daquela forma. Acontece que, as vezes tarda tempo para conseguirmos alcançar determinados objetivos ou metas. Sonhos, desejos, realizações. Podem acontecer em um estalar de dedos, como podem nos ensinar que a paciência é necessária. 

Tudo o que sei é que, acabei admitindo para mim que das duas, uma opção (seguirei): ou tornar o hábito de ser feliz uma prática seja necessário para acostumar-me a essa nova sensação ou, aceitar do fundo do meu coração que sou feliz e, que não há motivos para sentir tristeza (ainda quando ela vier sorrateira em meio a uma terça-feira melancólica de chuva). 

Comento sobre essas nuances emocionais caro leitor, pois sei que as vezes você também sente a mesma coisa. Diversas são as razões para buscarmos nos entristecer: a saúde não dura para sempre, as pessoas que amamos tão pouco, nossos corpos mudam ao longo do tempo, mas algo durará: nossa consciência e decisão de sentir um altruísmo tão íntimo que exceda todo e qualquer entendimento que a ciência possa haver criado a respeito da felicidade. Já não me constranjo mais ao sorrir sem motivos, ao olhar para mim, para os lados, para trás e para frente. 

Abraço os meus erros, desvios, acertos. Abraço o meu passado, presente e futuro, na certeza de deixar no chão algumas malas que antes pesavam demais para conseguir abrir sorrisos.

Abra hoje um sorriso largo: assuma que você merece ser feliz!

Uma Páscoa de paz e recheada de amor dentro do seu lar, dentro do seu coração! Abraços apertados!

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Bárbara Soares
Bárbara Soares
Sobre Bárbara Soares é Doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem na PUCSP, Tradutora na Casa da Tradução, Autora da Série de Livros Meu Diário e Professora. @casadatraducaooficial / @barbara.ss1
São Bernardo do Campo - SP Atualizado às 14h47 - Fonte: ClimaTempo
24°
Poucas nuvens

Mín. 13° Máx. 24°

Sáb 25°C 13°C
Dom 26°C 14°C
Seg 23°C 16°C
Ter 19°C 15°C
Qua 22°C 15°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Anúncio