Quarta, 01 de Dezembro de 2021 16:02
(11) 99734-5699
Colunistas Assistencialismo

"Meu maior sonho é trazer minha filha de 16 anos para cá"

18/11/2021 10h22 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação

Curtas do DAL

Adarberto Guazzelli

Essa é a venezuelana Emília Ruiz, que conseguiu se instalar e se empregar em uma locadora de veículos no Sul do Brasil, onde estive no final de semana. Atrás da máscara , da simpatia e dos olhos verdes, uma história de coragem e sofrimento causada pela Política ditatorial e de esquerda instalado na Venezuela.

Deixou a família para tentar a sorte e ajudar, enviando recursos aos que lá ficaram passando por necessidades, inclusive fome. Puxei conversa com uma simples pergunta: 

"Emília, a situação lá é mesmo tão ruim como aparece na mídia?"

A resposta dela, em portunhol, me surpreendeu: "Não, não é como aparece. É muito, mas muito pior, não temos nada. Eles chegaram aos poucos, foram transformando a maioria do povo em dependentes do assistencialismo do Estado e tomando posse do setor produtivo. Muitas empresas fecharam e as grandes foram embora, aí o desemprego cresceu e a distribuição de "bolsas" diminuiu, inclusive para a alimentação. Lá falta tudo, produtos de higiene, comida, roupas e etc, só quem participa do governo consegue comprar algo no mercado negro. Acabaram com nossos sonhos e com nosso lindo País. A Venezuela acabou e ninguém faz nada para ajudar".

Curioso, fiz outra pergunta: "Você fala em sonho, hoje morando aqui no Brasil, qual seu maior sonho, por acaso seria voltar um dia para sua terra natal?"

Resposta: "Não, meu maior sonho é trazer minha filha de 16 anos para cá. Minha Venezuela não existe mais e nunca mais será o País que nasci e amo. Hoje temos gerações perdidas, sem estudo, muita violência e miséria geral."

Com um sorriso escondido mas revelado pelas sobrancelhas levantadas, me entregou a chave do carro e carinhosamente me desejou boa viagem.

Dizer o que ? Além de que 

Política é mesmo algo que precisamos nos envolver e que deveria ser feita por gente comum como você e eu , gente que a tenha também por opção e paixão e não apenas por profissão pois é sábio o ditado que diz que quem não gosta e não liga pra política, geralmente é governado por quem gosta muito e...

 

5 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Adalberto Guazzelli
Sobre Adalberto Guazzelli
Adalberto Guazzelli, São Bernardense, trabalha desde os 15 anos e, aos 23, com o falecimento de seu pai, assumiu o negócio da família. É comerciante, coordenador há 20 anos da Festa de San Bartolomeo, produtor artesanal de vinho, secretário de Cultura e Juventude de São Bernardo e colunista há mais de 20 anos do Jornal LEIASB. Tutti Buona Gente
São Bernardo do Campo - SP
Atualizado às 15h44 - Fonte: Climatempo
27°
Pancada de chuva

Mín. 17° Máx. 28°

29° Sensação
17 km/h Vento
76.3% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (02/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 24°

Sol com muitas nuvens
Sexta (03/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 23°

Sol com muitas nuvens
Anúncio